A lei de evolução e de progresso vai nos maturando homeopaticamente

A lei de evolução e de progresso vai nos maturando homeopaticamente.

Certamente que para muitos cristãos, ainda prisioneiros da letra que mata e não do espírito que vivifica, o atual cenário moral da Terra sinaliza o Armagedom.
Parece ser impossível deter a grave hemorragia que acometeu o organismo social, onde bilhões de seres domiciliados no corpo, ante a submissão a uma cultura existencial desprovida do transcendente, engalfinham-se por bagatelas materiais para a sobrevivência.
Por toda parte a anarquia parece ter enlouquecido as massas esfaimadas de justiça e despojadas pela tirania de lideranças inescrupulosas da dignidade mínima de se viver.
O triunfo da impunidade cimenta a certeza de que honestidade é valor moral ultrapassado.
Religiosos hipócritas deixam-se arrastar por suas taras mais abjetas e fazem de crianças e adolescentes objeto de seus conflitos sexuais
Políticos astuciosos e cínicos valem-se da chegada ao transitório poder para manipulação das massas em eclipse da razão, assaltadas pela intolerância e pelo vandalismo diante da coisa pública.
Os mais tímidos agarram-se a princípios religiosos, que lhes são interpretados por lideranças equivocadas, tombando no fanatismo de grei.
Não seja de estranhar uma sociedade em franca ebulição, com frequentes explosões nos bolsões de maior tensão e atritos violentos com as forças do estado, encarregado de as manter contidas pelo argumento da força e não pela força do argumento.
Tudo parece sinalizar que a história vai chegando ao seu final, logo acontecendo a segunda vinda de Jesus Cristo à Terra, a fim de que bodes mal cheirosos sejam encaminhados pelo Excelso Pastor para as labaredas satânicas e as ovelhas imaculadas constituam a nova Jerusalém.
Nessa utopia religiosa, destituída de fundamentos, muitas mentes infantis se agarram, na desesperada alternativa de acreditarem que uma sociedade casta e isenta de máculas éticas somente é possível num governo presidido pelo Messias.
Entretanto, a lei de evolução e de progresso vai nos maturando de maneira homeopática a cada dia, lecionando que perfeição não é um fim, mas sim uma tendência. O sábio não se faz da noite para o dia, a construção não se ergue ao sopro de engenheiros e arquitetos e nenhum livro se materializa na prateleira da livraria porque o escritor o tenha imaginado na mente fértil.
O gênio é resultado de um por cento de inspiração e noventa e nove por cento de transpiração.
Sem trabalho perseverante, investimento na educação das novas gerações e mudanças de hábitos, com abandono de vícios, a sociedade fará sua renovação à base do chicote e do cárcere, avançando na lentidão da tartaruga e não na velocidade do coelho, em analogia à fábula.
Ninguém mergulhado nas procelas do planeta em convulsão moral para deleite de prazeres ou viagem de espairecimento. Estamos todos convocados ao bom combate, que será sempre travado nas terras desconhecidas do eu profundo.
Fácil vencer o outro. Difícil vencer as próprias imperfeições.
Cômodo abater o adversário, desde que tenhamos as armas superiores às dele. Doloroso é aplicar o cautério nas próprias carnes em ardência pelas sensações materiais passageiras, buscando realizar em si mesmo o triunfo da imortalidade que possuímos e ainda não nos damos conta.
Todos os dias o meirinho da morte recolhe ao cemitério milhares de iludidos, trânsfugas da lei, fanáticos e sedentos de prazeres efêmeros.
Igualmente seguem o estranho comboio os fiéis servidores da mensagem cristã, os corações retos e as almas ciosas dos deveres para com a vida. Ninguém isento, blindado de fazer este percurso.
E mais do que simplesmente transferir o ser de uma dimensão para outra, a desencarnação tem o maravilhoso condão de despir o ser do manto escuro das ilusões, restabelecendo o primado da verdade onde a verdade foi ignorada.
Se ouviste algo sobre imortalidade, procura saber o que é.
Se cultivas alguma filosofia otimista, vive-a no teu cotidiano.
Procurado pela corrupção ou pelo menor esforço, opta por teu sacrifício pessoal em favor do bem comum.
Convidado a dilapidar às ocultas o patrimônio alheio, lembra-te que uma consciência superior te acompanha os passos terrestres e um dia prestarás contas de teus atos.
E quando te vejas no turbilhão da loucura coletiva, ameaçado pelo estouro da manada em desgoverno, refugia-te no amor do Cristo.
Lembra-te D’Ele em holocausto, numa Jerusalém em sombras. Era minoria com Deus, mas pairava acima dos césares e da hipocrisia farisaica, alçando vôo numa cruz infamante para nos lecionar, pelo exemplo e sacrifício pessoal, a mais alta cátedra da dignidade espiritual de todos os tempos.
Se Jesus é teu modelo e guia, Imita-O.
Preferível a aparente derrota com Ele do que o triunfo ilusório no mundo.
Marta
Psicografia de Marcel Cadidé Mariano
Centro Espírita Caminho da Redenção
Mansão do Caminho
Instituição fundada por Divaldo Franco e Nilson a mais de 75 anos
Marcel também é trabalhador da Federação Espírita da Bahia a mais de 37 anos
Salvador, 14.01.2021

Leia ainda: Amantes da hotelaria estão prontos a comprometerem-se com viagens

A lei de evolução e de progresso vai nos maturando homeopaticamente
turismoonline.net.br – O portal do turismo, hotelaria, gastronomia, cultura, destinos e viagens – Anuncie aqui: colunaonline@gmail.com

Siga este jornalista e fotógrafo no Instagran: @jeff_severino

No Youtube também!
Fotos: Divulgação / Jefferson Severino / Assessorias de Imprensa / Arquivos Pessoais
Fonte:  Assessorias de Imprensa

Leia mais:

Amantes da hotelaria estão prontos a comprometerem-se com viagens

Destinos inteligentes – Divulgação em parceria com o Ministério do Turismo

Réveillon 2021 inesquecível na Pousada Pedra da Ilha

Verão em Santa Catarina – Argentinos começam a desembarcar em Floripa

Tecnologia: Segurança e praticidade em ambientes de grande circulação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *