United & Avianca - turismoonline.net.br

De acordo com o site aeroin, Germán Efromovich, membro do conselho da Avianca Holdings e da Avianca Brasil, e dono do Synergy Group que controla ambas as companhias, declarou em entrevista que a situação da divisão brasileira irá se resolver em breve e “tudo vai continuar como se nada tivesse acontecido”.

 

Germán Efromovich - turismoonline.net.br

Gérman Efromovich

 

A entrevista foi realizada no programa Pregunta Yamid no Canal 1 da Colômbia durante a noite passada. Germán foi ao programa logo após as ações da Avianca Holdings (NYSE: AVH) terem despencado com a notícia da recuperação judicial da Avianca Brasil.
Mas logo em seguida as ações voltaram a subir e fecharam a bolsa com leve queda. Já hoje a oscilação continuou, e novamente fechou em leve queda de -1,63%. E a causa destas oscilações foi a primeira pergunta do entrevistador e jornalista colombiano Yamid Amat.

Yamid: O que aconteceu? (com a Avianca Brasil)

Germán: Logo depois que fechamos o acordo com a United, iniciamos a negociação para a segunda parte do financiamento que iria para o Brasil. Mas algumas empresas de leasing (BOC Aviation e Air Castle) se precipitaram antes da saída destes financiamento e entraram com pedidos na justiça para reaver as aeronaves.

Y: Porque repercutiu tanto a crise que se instalou na Avianca Brasil com o valor das ações da Avianca Holdings?

G: Eu não tenho autorização para falar sobre a bolsa de valores da AVH, então minha opinião vai ser pessoal. Alguém jogou a informação no cassino (se referindo a bolsa) e provocou uma oscilação, mas a bolsa caiu e subiu logo em seguida.

Y: O que irá acontecer com a Avianca Brasil a partir de agora?

G: As operações continuam normalmente e vai ser financiada uma negociação a partir deste aporte (da United). O problema da Avianca Brasil não é de quebra, vai se pagar o fundo e tudo vai continuar como se nada tivesse acontecido.

Y: Melhor dizendo, quando chegar a segunda parte do financiamento que você acaba de conseguir e for aplicado à Avianca Brasil, o problema de liquidez será superado?

G: Sem dúvidas, sem dúvidas, isto está equacionado. Acreditamos que o aporte chegue até o fim de janeiro, as operações se seguirão e haverá negociações. Pessoas (lessores) vão à corte, reclamar, dizer, aí vem um processo judicial.

A segunda parte da entrevista ainda irá ao ar e tratará de detalhes do acordo com a United, possível joint-venture com a Lufthansa e da redução das encomendas junto à Airbus. Veja abaixo na íntegra a primeira parte da entrevista:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *