Canais de comunicação - Intenso intercâmbio nas redes sociais

Canais de comunicação – Intenso intercâmbio nas redes sociais

Em meio a tantos canais de comunicação disponíveis na atualidade, muitos indivíduos estão alijados do intenso intercâmbio das redes sociais.
Não nos referimos aqui aos que livremente optaram por manter distância de grupos virtuais e selecionaram para si mesmos uma vida mais discreta, com menor exposição das suas existências.
Destacamos aqueles que, por comportamento patológico, fogem dos semelhantes para não terem que compartilhar as lutas que são comuns a todos os seres sencientes.
Negam-se à solidariedade.
Preferiram a postura de franco atiradores contra os próprios irmãos de jornada.
Tecem, sozinhos, longas teias de malquerença e hostilidade.
Quando chamados a opinar sobre este ou aquele assunto de interesse geral, destacam sempre a parte pior do examinado, semeando a desconfiança e esmagando o otimismo.
Fizeram-se servos voluntários das sombras e se dizem caminhantes da luz.
Detestam tudo e qualquer um que contrarie seus interesses escusos e rasteiros
Resguarda-te do contágio destes enfermos de mau aspecto, a pesarem negativamente na sociedade já enferma e carente de toda ordem.
Uma pitada de solidão na vida ajuda o ser a se desencharcar dos fluidos da multidão agressiva, muitas vezes manipulada por agentes das trevas, trabalhando em interesse próprio e não coletivo.
O recolhimento ajuda a recompor as paisagens da alma afetada pelo excesso de contato com criaturas em desequilíbrio, restaurando a harmonia prestes a ser dilacerada.
Ninguém, em sã consciência, pode se isentar de manter intercâmbio com amigos e grupos diversos, buscando dilatar laços de amizades e compartilhar interesses comuns, mas não somos obrigados a ingerir alimento mental deteriorado, sob a desculpa de estar lutando por causas sociais aparentemente relevantes.
Política, economia, religião e vida comunitária fazem parte de nosso dia a dia, mas não podemos ignorar que outros possuem teorias e posturas diferentes da nossa em relação a estes assuntos, exigindo-nos resiliência e tolerância para a convivência saudável que nos garanta equilíbrio em meio à diversidade de pendores e pensamentos contrários aos nossos.
Costurar uma convivência serena e harmônica em meio aos diferentes e hostis é fórmula ideal para se viver em paz.
Ninguém como Jesus viveu em um meio aberto tão contraditório como o do seu tempo. O judaísmo possuía diversos grupos antagônicos, Roma dominava, soberba e esmagadora. O sinédrio era um covil de raposas e o próprio colegiado apostólico se caracterizava por sua composição de doze seguidores incultos e com interesses divergentes.
Sem violentar consciência alguma, Ele soube trabalhar interesses comuns, exaltando a dracma da viúva, os lírios do campo e as aves dos céus. Valorizou a semente que o semeador deixou no solo bom, lamentando as que não nasceram. Fez da tolerância argamassa afetiva com que conquistou corações e mentes para a mensagem luminosa de que era divino embaixador do Pai entre os homens.
Numa curta vida pública, fez amigos e teve muitos adversários. A pessoa alguma constrangeu a beber a taça que lhe estava reservada. Sorveu-a sozinho no testemunho supremo. E, ao lado de Deus, fez-se minoria vitoriosa em meio à maioria coberta de sombras densas.
Experimentarás o aplauso, mas não te faltarão as bordoadas.
Lábios que hoje te exaltam hão de te criticar pelas costas.
Mãos que ontem te soergueram de quedas difíceis serão negadas em momentos dramáticos de tua jornada.
Quem ontem te fazia corte, hoje puxará teu tapete.
Não te abatas nem te deprimas com isso. São experiências do caminho. Teus amigos não são maus. São frágeis, infantis.
Deixaram-se iludir por falsos profetas e aderiram a esquemas passageiros, atentos aos próprios interesses.
Segue adiante. Eles terão também que despertar um dia.
Nunca permitas que, atacado ou violentado em algum ponto sensível de tua existência, percas a fé em Deus e o condão da esperança. Sobre estas duas bóias farás bote salva-vidas para a travessia do mar revolto da experiência reencarnatória, buscando em meio à tormenta o porto seguro de tua destinação evolutiva, que será invariavelmente servir e passar, perdoar e marchar sem lamentação.
Marta
Psicografia de Marcel Cadidé Mariano
Centro Espírita Caminho da Redenção
Mansão do Caminho
Instituição fundada por Divaldo Franco e Nilson a mais de 75 anos
Marcel também é trabalhador da Federação Espírita da Bahia a mais de 37 anos
Juazeiro, 27.01.2021

Leia ainda: Turistas estrangeiros poderão entrar no Brasil com o comprovante de vacinação

Canais de comunicação - Intenso intercâmbio nas redes sociais
turismoonline.net.br – O portal do turismo, hotelaria, gastronomia, cultura, destinos e viagens – Anuncie aqui: colunaonline@gmail.com

Siga este jornalista e fotógrafo no Instagran: @jeff_severino

No Youtube também!
Fotos: Divulgação / Jefferson Severino / Assessorias de Imprensa / Arquivos Pessoais
Fonte: Assessorias de Imprensa

Leia mais:

Turistas estrangeiros poderão entrar no Brasil com o comprovante de vacinação

Pesquisa aponta destinos nacionais e internacionais mais vendidos em 2020

Central de Inteligência do Turismo da Santur avança na gestão de dados

Turismo responsável Viaje+Seguro – SC tem mais de 300 estabelecimentos certificados

Amantes da hotelaria estão prontos a comprometerem-se com viagens

Destinos inteligentes – Divulgação em parceria com o Ministério do Turismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *