Feirão do Turismo brasileiro oferece preços congelados até junho 2022

Criatividade além de coragem para andarmos na contramão da pandemia

Conectar para reconstruir: conexões e troca de experiências como inspiração para a recuperação da economia – por Eduardo Zorzanello
Enfim, quando nos propusemos a realizar um evento online exclusivo durante a pandemia, tivemos que ser criativos e corajosos para andarmos na contramão do cenário nefasto que nos era apresentado. De fato, o turismo e os eventos foram profundamente atingidos pelo covid-19. Diante disso e, de forma repentina, o otimismo que tínhamos para 2020 acabou devastado por um inimigo invisível. Logo, o Turismo, que representa 10.4% do PIB mundial e emprega mais de 320 milhões de pessoas, deve sofrer um impacto negativo superior a USD 2.5 trilhões na economia, com a possibilidade de perdas de mais de 80 milhões de empregos.
Igualmente, diante deste contexto caótico e da iminente necessidade de replanejamento e de reinvenção, agimos para criar e colaborar com novas estratégias para a reconstrução do setor turístico. Assim, foi com este propósito que surgiu o Festuris Connection, com a primeira edição realizada em agosto, e que provocou conexões internacionais entre quatro nações para discutir soluções e boas práticas para a retomada do turismo. Imediatamente, houve um engajamento coletivo e uma troca muito importante de experiências entre Brasil, Portugal, Uruguai e Estados Unidos. Certamente, cada país com a sua situação específica, em fases diferentes de enfrentamento à pandemia. Com isso, nossa intenção foi trazer ao Brasil aquilo que estava dando certo no exterior e vice-versa.
Assim sendo, na conexão com Portugal, país que se reinventou no Turismo e que passou a ser um modelo inspirador, políticas públicas, com ações relevantes para a sobrevivência das empresas, políticas de incentivo e adequações na promoção e serviços para Turismo, foram amplamente discutidos. Além disso, também destacou-se a cultura de cooperação voltada à recuperação dos destinos, assim como a relevância da tecnologia e da inovação como vetores de desenvolvimento do setor, com abordagem das estratégias de place branding e da plataforma de marketing para o turismo.
Sob o mesmo ponto de vista, no segundo dia, nos conectamos com o Uruguai, com a análise de um novo perfil de consumidor e a discussão dos caminhos para acelerar o processo de reaquecimento do setor. Sobretudo, foi dado ênfase à necessidade de investimentos no turismo regional e de curta distância, de maneira a movimentar a economia, com o fortalecimento do conceito de hospitalidade e o bem-receber. Naturalmente, no terceiro, a conexão de encerramento foi entre Brasil e Estados Unidos, que teve como foco o mercado de eventos e entretenimento, áreas onde os americanos são referência. Portanto, discutiu-se muito a retomada destas atividades com respeito e observação aos protocolos sanitários.
A priori, sabemos que foi um primeiro passo de muitos que ainda serão dados.  Todavia, ficamos extremamente felizes e satisfeitos com o retorno de participantes e palestrantes. Conseguimos fazer do Festuris Connection um agente transformador e uma estreia para Gramado como destino preparado para produzir eventos usando a tecnologia e a inovação como diferenciais que podem viabilizar parte da recuperação do mercado.
Foram 395 inscritos de 18 estados brasileiros e de países como Chile, Colômbia, Peru, Uruguai e Estados Unidos. 12 horas de transmissão de conteúdo em três dias de evento. 10 painéis temáticos relacionados ao turismo, hotelaria, eventos, entretenimento, transporte e outros setores. 28 painelistas e oito moderadores que conduziram o sucesso do evento. Também tivemos um grande alcance e repercussão nas redes sociais e imprensa, bem como um papel social fundamental, pois revertemos parte da renda com a venda dos ingressos ao Hospital Arcanjo São Miguel de Gramado.
Estes resultados nos fazem acreditar que sim, é possível criar, inovar e ousar em tempos de crise para abrir caminhos para novas oportunidades e outros modelos de negócios. Acima de tudo, somos empreendedores e temos a coragem em nosso DNA. O Brasil é e continuará sendo uma terra de oportunidades. Mesmo com todas as dificuldades que existem hoje para a produção de eventos presenciais, nossa empresa e a marca FESTURIS encontraram novos rumos para prosseguir com seu crescimento e desenvolvimento, mantendo as bases sólidas de sua missão, que é contribuir para a reconstrução do setor e de ampliar a visão para promover e valorizar cada vez mais o que nosso País tem de melhor como força para a recuperação da economia.
Por isso é que já estamos trabalhando o segundo Festuris Connection, que vai acontecer em outubro, novamente em formato híbrido, com experiência multi hub e várias novidades. O tema do evento será O Futuro da Alimentação e da Gastronomia – origem, mesa, turismo. Numa nova conexão internacional, agora com países da América Latina, vamos debater os horizontes do desenvolvimento do agronegócio, da indústria de alimentos, dos produtos de origem, da gastronomia, dos festivais e do turismo.
Mesmo neste período de incertezas, não podemos esmorecer e perder a esperança. Somos resilientes e otimistas, capazes de propiciar a transformação de um mundo melhor para as gerações futuras. Que esta crise nos sirva de estímulo à inovação e ao empreendedorismo – pois será com eles que construiremos as saídas para recuperar todo o impacto vivido em 2020.
Eduardo Zorzanello (CEO da Rossi & Zorzanello Feiras e Empreendimentos)

Leia ainda: Em meio a uma sociedade com tantos prazeres materiais, por quê o autocídio?

Criatividade além de coragem para andarmos na contramão da pandemia
turismoonline.net.br – O portal do turismo, hotelaria, gastronomia, cultura, destinos e viagens – Anuncie aqui: colunaonline@gmail.com

Siga este jornalista e fotógrafo no Instagran: @jeff_severino

No Youtube também!

Fotos: Divulgação / Jefferson Severino / Assessorias de Imprensa / Arquivos pessoais

FontesAssessorias de Imprensa 

Leia mais:

Festuris em Gramado – RS, confirma mais uma edição em novembro

Frente polar pode trazer muita neve para Santa Catarina

Infraestrutura turística – Serra Catarinense receberá investimentos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *