É necessário que saiamos da nossa zona de conforto e façamos nossa parte

É necessário que saiamos da nossa zona de conforto e façamos nossa parte – Marta

Em delicado momento de Sua missão sublime entre os homens, Jesus nos alertaria ser grande a seara, mas que escassos eram os servidores.
E decorridos dois mil anos, atestamos hoje com segurança crescente que a colocação permanece palpitante de atualidade.
Bilhões atrás de uma vacina. Poucos envolvidos na sua pesquisa e síntese de um remédio salvador.
Milhões a consumirem o pão, mas apenas alguns milhares a plantar o trigo.
E nos campos vastos da filantropia, a carência se mostra mais desafiadora. Os missionários abnegados contam-se nos dedos. Centenas se esquivam das tarefas de socorro e abnegação em favor de comunidades famintas e doentes, alegando empecilhos vários e receio de contágio, sobrecarregando ombros dedicados ao labor sacrificial da caridade que ninguém vê.
O mundo dilatou fronteiras e a dor já não se oculta tão somente entre as quatro paredes do lar ou dos edifícios luxuosos. Desceu dos morros e das favelas miseráveis, dos condomínios caros para as largas avenidas repletas de automóveis fechados, onde vidros escuros escondem esgares e ocultam misérias não vistas.
Em toda parte há dramas credores de assistência e suporte moral, suplicando migalhas de boa vontade e espírito de desprendimento. Lágrimas disfarçadas clamam por quem as estanque. Dores morais e conflitos dos sentimentos buscam ajuda para não se converterem em crises pessoais mais difíceis e complexas, exigindo mais tarde assistência e acompanhamento especializado.
E nunca faltaram convites da vida para os que desejam se voluntariar na tarefa de semear a esperança.
Um livro, a retratar aflições coletivas.
Um depoimento que comove, situando esse ou aquele lugar onde se homiziam desajustados e carentes de toda ordem.
O grupo de amigos que dedica esse ou aquele final de semana para socorrer uma comunidade desnutrida ou esquecida pelo poder público.
Aquele mutirão anual em que profissionais de diversas áreas médicas se reúnem para uma assistência mais eficiente junto a grupos que morrem à míngua por ausência absoluta de amparo clínico para suas enfermidades.
As portas da esperança estão abertas em toda parte, mas os que se propõe atravessá-las ainda são, no dizer de Jesus, diminutos.
A dor e a morte, a miséria e o sofrimento campeiam entre os grotões dos encarnados, sufocando o riso e dilatando o pranto salgado, à espera da boa vontade daqueles que possuam disposição de servir sem olhar a quem.
Deixando a zona de conforto, embrenham-se na selva densa das ulcerações desconhecidas, a vitimarem incontáveis criaturas humanas, destituídas do mínimo necessário para que não percam de vez o sentido existencial.
Se a mensagem da Boa Nova chegou aos teus ouvidos, Jesus te convida ao exercício da renúncia e da abnegação em favor de algum ideal que te enriqueça a existência de sentido. Ouve o chamado do excelso pastor e sai a campo, desassombrado e atento.
Somente lobos caem em armadilhas para lobos.
Oferta o que puderes.
Doa o que tiveres.
Estende o que te sobra.
Renuncia ao teu supérfluo.
Estanca uma lágrima .
Abre no rosto da criança triste um sorriso.
Matricula-te na escola da caridade e faz da abnegação silenciosa teu curso de aperfeiçoamento incessante, atuando sem paga junto aos pobres e desiludidos da jornada física, dilatando nestes corações a fé e o bom ânimo, antes que eles tombem na estrada dos próprios testemunhos.
Jesus pede misericórdia, não sacrifício.
Qualquer migalha tua, à semelhança de um grão de mostarda caindo no solo em que Ele pisou, se calará no ostracismo da cova escura, reverdecendo na primavera, que não tarda a chegar.
Teus braços e mãos se farão extensões da vida maior, criando pontes de felicidade e saúde onde apenas existiam abismos de indiferença e avareza.
Descobrirás, enternecido, que o pouco com Deus é sempre muito para os que trafegam despossuídos de amizade, cativos da solidão e do medo.
Deus segue contigo.
Marta
Psicografia de Marcel Cadidé Mariano
Centro Espírita Caminho da Redenção
Mansão do Caminho
Instituição fundada por Divaldo Franco e Nilson a mais de 75 anos
Marcel também é trabalhador da Federação Espírita da Bahia a mais de 37 anos
Salvador, 28.09.2020

Leia ainda: International Air Transport Association quer exigir testes de COVID-19

É necessário que saiamos da nossa zona de conforto e façamos nossa parte
turismoonline.net.br – O portal do turismo, hotelaria, gastronomia, cultura, destinos e viagens – Anuncie aqui: colunaonline@gmail.com

Leia ainda:

IATA quer exigir testes de Covid-19 antes do embarque

Turismo brasileiro oferece preços congelados até junho 2022

Black Friday de pacotes de viagens será virtual e terá grandes ofertas

Fluxo de turistas cresce mesmo com limitações estaduais e municipais

Floripa Airport e Florianópolis recebem certificação internacional

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *