Rota Turística Caminhos da Neve é instituída em Porto Alegre. Um grande passo, um importantíssimo ato de consolidação desse projeto que há anos se arrasta e é de fundamental importância para toda a região, foi dado hoje. Mas isso só se sair do papel, caso contrário é apenas mais uma assinatura de uma

Rota Turística Caminhos da Neve é instituída em Porto Alegre

ROTA TURÍSTICA CAMINHOS DA NEVE É INSTITUÍDA EM PORTO ALEGRE

Um grande passo, um importantíssimo ato de consolidação desse projeto que há anos se arrasta e é de fundamental importância para toda a região, foi dado hoje. Mas isso só se sair do papel, caso contrário é apenas mais uma assinatura de uma sansão de uma lei que institui da Rota Turística Caminhos da Neve, que foi assinada hoje pelo Governador do Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori, no Salão Azul do Palácio Piratini em Porto alegre. Essa mesma lei já foi sancionada em Santa Catarina em 27/10/2017, e prevê que a rota turística contemple os municípios de Bom Retiro, Rio Rufino, Urupema, Painel, Bocaína do Sul, Lages, São Joaquim, Urubici e Bom Jardim da Serra.

A integração entre Bom Jesus (RS) e São Joaquim (SC) permite que os estados possam realizar inúmeras ações conjuntas de promoção desta rota turística. A Rota Caminhos da Neve é estratégica para o desenvolvimento do turismo, pois integra as regiões da Serra Gaúcha, Campos de Cima da Serra e Serra Catarinense. Além disso, ela cria um caminho mais curto entre os municípios de Gramado (RS) e Florianópolis (SC). Para a região dos Campos de Cima da Serra, a rota será fundamental para o escoamento da colheita da maçã, já que hoje vários municípios da região enfrentam problemas logísticos devido à deficiência de armazenagens na fruticultura, obrigando-os a deslocar a produção para outros municípios.

A rodovia também permitirá que os produtores de madeira tenham acesso a mercados mais competitivos, com redução significativa em transportes. A distância para o escoamento da produção de Arroz do Vale do Araranguá também diminuirá. A comunidade terá melhor qualidade de vida, especialmente os estudantes que atualmente precisam sair às 5h da manhã para irem à aula na cidade.

Confiram nesta matéria da NSC TV. Mas ao que tudo indica, será mais mais um papel assinado e engavetado, a realidade é muito mais cruel e, em breve copa doundo e eleições. tudo o que foi assinado e prometido vai para debaixo do tapete.

Como se fosse pouco, ainda tem turma que deseja implementar os pedágios na BR 282 e BR 470 que não querem que o Caminhos da Neve saia. Isso foi vetado pela Presidência da República e agora a luta pra derrubar isso segue para o senado.

Os próprios produtores gaúchos, para escoarem suas produções, é que consertam a ponte, lá como aqui, não existe governo e nem preocupação com o turismo e principalmente com o produtor. Já a deputada de SC fala sobre concessões em SC. Comentou que a bancada se mobilizou para não deixar a produção de SC escapar para o Paraná. E ainda citou que tem uma demanda da região serrana: “Tá e Lages no Planalto Serrano vai ficar isolado?”. Uma visão tosca, míope, absurda!  Confira aqui. Como bem diz o gaudério: “Não é fácil nadar de pala”.Promover turismo no Brasil e lidar com esse tipos de gente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *