SP perde ABAV EXPO que acontecerá no estado do Ceará

Abav volta a ter feira de turismo itinerante ainda em 2021, no Ceará

A Abav Expo, feira de turismo realizada pela Associação Brasileira de Agências de Viagens (Abav Nacional), volta a ter edição itinerante. A saber, a última foi em 2002, no Recife. Portanto, por enquanto, a feira passa a ter duas edições anuais: uma em São Paulo, já marcada somente para março de 2022, sob nova direção, uma vez que em outubro dessa ano à Associação terá nova presidência,  e outra no segundo semestre em diferentes destinos do País. O próximo encontro já está marcado de 6 a 8 de outubro de 2021, em Fortaleza, no Centro de Eventos do Ceará.

São Paulo perde ABAV EXPO que acontecerá no estado do Ceará

De fato, com atual situação da pandemia na capital paulista, todos os aplausos à Secretaria de Turismo do Ceará, que tem investido pesado no turismo, buscando alternativas para o setor e melhor, conquistando vitórias desde que conseguiu levar para aquele estado a maior feira de turismo do Norte e Nordeste do Brasil, o Brazil Travel Market, que acontece no mesmo mês naquela capital (22 e 23/10).
São Paulo perde ABAV EXPO que acontecerá no estado do Ceará
Conceição Junks – Presidente da Associação Brasileira de Agentes de Viagens – SC – Foto: Jefferson Severino
Segundo conceição Junks, Presidente da ABAV/SC,  a Abav Expo será presencial e espelhada na internet. Ainda segundo ela: “O evento será multiplataforma, com experiências virtuais por todo o Ceará. O expositor já chega com o estande montado, para evitar muita circulação de pessoas e aumentar a segurança sanitária. As inscrições de visitantes serão feitas apenas pelo site abavexpo.com.br para evitar filas no local”. Além disso, a plataforma será traduzida para mais  de mais de 20 idiomas. A BNT, FESTIVAL DAS CATARATAS e o FESTURIS já abriram suas portas as feiras que retomaram de fato o turismo no Brasil. Unidas, essas feiras, juntamente com o Brazil Travel Market, estão reconstruindo o turismo no Brasil.
Participaram da coletiva ainda o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto; o presidente da Embratur, Carlos Brito; o secretário de Turismo do Ceará, Arialdo Mello Pinho; o secretário de Turismo de São Paulo, Vinícius Lummertz; e os presidentes da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (Abih Nacional), Manoel Linhares, e da Abih-CE, Régis Nogueira de Medeiros, e da Abav-CE, Murilo Santa Cruz.

Turismo dentro do Brasil com alta procura pelo Nordeste

São Paulo perde ABAV EXPO que acontecerá no estado do Ceará
Carlos Brito – Presidente da Embratur – Divulgação
Todos ressaltaram o potencial econômico do setor e a oportunidade de reconstruir o turismo interno diante da impossibilidade de viajar para o exterior. O turismo no Nordeste já está aquecido, como lembrou o presidente da Embratur. “As agências já sentem a procura pelo destino, e a Abav no Ceará vai fortalecer isso. Vamos divulgar a feira internacionalmente também para dar apoio”, afirmou Brito.
São Paulo perde ABAV EXPO que acontecerá no estado do Ceará
Vinicius Lummertz – Foto -Emerson Souza – Panrotas
O secretário paulista de Turismo ressaltou a importância do evento itinerante para promover o fluxo de viajantes entre as regiões do País. “O nosso turismo é integração. O avião vai e tem de voltar cheio”, disse Lummertz. “Até outubro já teremos um bom contingente vacinado, e em março faremos aqui em São Paulo.” O secretário lembrou que, daqui para frente, saúde e turismo terão de andar juntos e que isso valoriza as viagens conscientes.
São Paulo perde ABAV EXPO que acontecerá no estado do Ceará
Gilson Machado Neto – Ministro do Turismo Foto: Jefferson Severino
Os representantes do Ceará destacaram que em outubro 35% da população brasileira já deve estar vacinada e que a Embratur poderia começar, então, a trabalhar o Brasil como um país seguro e para tornar o Nordeste o “Caribe das Américas”, seguindo o exemplo da Riviera Maya no México.
Machado Neto lembrou que, durante o encontro de ministros de turismo das Américas, na República Dominicana, apontou a necessidade de definir que tipos de imunização serão aceitos no mundo. “Eu pedi que a Organização Mundial do Turismo provocasse a Organização Mundial da Saúde, já que as duas são braços das Nações Unidas, para que ela criasse um protocolo internacional de vacinas. Não adianta a gente imunizar no Brasil com uma vacina que a União Europeia não aceita”, disse o ministro brasileiro.

Leia ainda: Todo Brasil é Turismo – Sem o turista, empregos e renda deixam de existir

Todo Brasil é Turismo – Sem o turista, empregos e renda deixam de existir
turismoonline.net.br – O portal do turismo, hotelaria, gastronomia, cultura, destinos e viagens – Anuncie aqui: colunaonline@gmail.com

Siga este jornalista e fotógrafo no Instagran: @jeff_severino

No Youtube também!
Fotos: Divulgação / Jefferson Severino / Assessorias de Imprensa / Arquivos Pessoais
Fontes: Assessorias de Imprensa

Leia ainda:

G20 traça cenários para retomada do setor de turismo de forma segura

A indústria do turismo internacional começa a sair da UTI

Frio chega com muita força na Serra Catarinense mudando as paisagens

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *