Ontem em minha palestra após a abertura de praxe onde se lê o livro Boa Nova e em seguida uma página do evangelho, falava justamente sobre a felicidade. Sobre seguir em frente sempre ! Sobre aquela história que todos estamos cansados de ouvir que a felicidade não é deste mundo e eu afirmo que tão pouco é do outro. Isso é coisa para os espíritos elevados, e eles mesmos só são felizes quando estão servindo. Nenhum espírito pode ser feliz quando existem entes seus encarnados ou não, aqui neste planeta ou em vales trevosos (a diferença não é grande coisa).

Fazendo a diferença e seguindo em frente sempre

Ontem em minha palestra após a abertura de praxe onde se lê o livro Boa Nova e em seguida uma página do evangelho, falava justamente sobre a felicidade. Sobre seguir em frente sempre ! Sobre aquela história que todos estamos cansados de ouvir que a felicidade não é deste mundo e eu afirmo que tão pouco é do outro. Isso é coisa para os espíritos elevados, e eles mesmos só são felizes quando estão servindo. Nenhum espírito pode ser feliz quando existem entes seus encarnados ou não, aqui neste planeta ou em vales trevosos (a diferença não é grande coisa).

Costumamos correr numa via em busca do caminho da felicidade quando de fato o caminho é a felicidade. Vivenciar todos os momentos que nos são ofertados é ser feliz, todavia, nós criamos tantos empecilhos que não atingimos estes momentos uma vez que, pra nós a felicidade tem que ser exatamente do nosso jeito e de preferência cor de rosa, ou quem sabe azul, verde esmeralda, amarela com bolinhas vermelhas… não importa, a felicidade tem que ser do nosso jeito !

Levantamos barreiras demais e criamos pontes de menos. E como criamos barreiras, minha nossa !

A outra pessoa, quando queremos dividir alguns momentos da nossa vida, não pode ser alta, baixa, gorda, magra, solteira, casada, viúva, careca, branca, preta, índio, ….

Se for loiro (loira), de olhos azuis, dinheiro no bolso e grana para nos proporcionar “felicidade”, este sim, seria o ideal !!!!

Pois se você está esperando isso para ser feliz, te asseguro, vai demorar ou talvez não aconteça.

Melhor você tentar ser feliz sozinho (a), embora o Criador dos mundos nos fez em pares, diversos pares e milhões de oportunidades. O que não podemos nos negar a viver, vivenciar, compartilhar, dividir todos os momentos que são colocados a nossa frente, pois nada é duradouro e nada é eterno, a não ser a vida.  Por isso vamos e voltamos, encarnamos e desencarnamos infinitas vezes até justamente aprendermos a viver de acordo com a regra universal que pode ser mais ou menos essa: Faça ao outro o que o outro deseja que o outro te faça. Ame, mas ame de verdade. Não crie casos, barreiras… pois como você sabe, o universo sempre está conspirando.

Não desprezemos as nossas oportunidades pois tudo é aprendizado, são experiências as quais nos tornam mais fortes, mais sábios, mais repletos de vida.

Não fechemos as nossas portas, ao contrário, abramo-as todas, abramos as janelas, escancaremos nossa alma para vida e paremos de nos impor tantas barreiras, barreiras estas que nós mesmos, por meio de uma sociedade geralmente hipócrita que nos cobra e prega uma atitude e age totalmente ao contrario. Prega-se e vive-se de aparências, aguardando curtidas em nosso face e nos contentamos com isso ??!! Adoramos isso!! Já pensou uma sociedade embasada nisso?  Estamos vivendo nela, lamentavelmente.

Pensemos em nós mesmos, pelo menos de vez em quando e abramos os braços para todas as oportunidades que nos surjam, pois entre 10, uma poderá ser aquela que estamos buscando. Se não nos dermos essa chance, quem nos dará?

Lembre-se que o universo sempre conspira em favor daqueles que constroem pontes a abraçam as oportunidades.

Encerrei a palestra com o recado abaixo muito simples e exato de André Luiz e depois cantarolei a musica do amigo Almir Sater, “Ando Devagar”… https://www.youtube.com/watch?v=SWtjTkixv5M.

Jeff

SEGUINDO EM FRENTE 
André Luiz

Seja qual seja o seu problema, conserve fé em Deus e fé em você mesmo, sem desistir de trabalhar…

Ninguém progride sem dificuldades a vencer.

A luta é condição para a vitória.

Não abandone os seus encargos no bem.

Não perca tempo, lembrando episódios tristes.

Desculpe qualquer ofensa.

Esqueça ressentimentos, venham de onde vierem.

Auxilie aos outros, como puder e tanto quanto puder, no clima da consciência tranqüila.

Não procure defeitos nos semelhantes…

Se você está num momento, considerado talvez como sendo o pior de sua vida, siga adiante, com o seu trabalho, na certeza de que se hoje o céu aparece toldado de nuvens, a luz voltará no firmamento e o dia de amanhã será melhor.

André Luiz
Livro: Tempo de Luz
Psicografia de Francisco Cândido Xavier

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *