Viver. Fascinante experiência do existir.
Nos bastará uma ligeira observação em torno de nossos passos e identificaremos tantas vidas que marcham no silêncio e nos testemunhos, nas dores e nos resgates dolorosos.
São exemplos e lições vivas para nosso próprio crescimento.
Sonharam com a conquista do mundo e se viram constrangidas à própria sobrevivência.
Lutaram pelo poder temporal e arrastam-se na subalternidade humilhante.
Guindaram-se por algum tempo ao fastígio da fama e o tempo as reduziu a farrapos, quais madeiras carbonizadas pelo fogo destruidor.
Dominadores de outrora, hoje dominados por limitações que não conseguem reverter.
Viver. Fascinante experiência do existir
Viver. Fascinante experiência do existir
E sem que possamos avaliar por bitola comum, milhares de vidas outras caminham ao nosso lado diariamente carregando, amarguradas, o fadário de suas dores e os acúleos da ilusão.
Sonhos e ambições que se converteram em pesadelos cruéis.
Sedentos pela dominação de muitos, são incapazes do auto domínio.
Corpos disformes, escondendo almas em sombras.
E quando o cenário da existência apenas nos exibe o triste espetáculo das vidas vazias, anotamos os fascículos de luz envoltos em trapos rústicos, escondendo a própria grandeza.
O pedinte gentil, capaz de gestos de nobreza em público.
O desconhecido que salva uma vida, doando para isto a sua.
O anônimo que se faz cirineu de outrem, sem qualquer cobrança.
O velhinho desdentado que nos sorri quando estamos em crise de rebeldia diante da visita dos aguilhões das provações.
Diariamente renteamos com existências que fracassaram ou são paradigmáticas, que se deixaram tombar nas lutas do mundo ou que as enfrentam, estóicos, determinados à meta que buscam alcançar.
Despossuídos de ufanias, fazem-se modelos para as existências escravas das coisas.
Libertos do medo, deixam pegadas luminosas no chão áspero, sinalizando aos demais a trilha por onde sair da selva das incertezas.
Ricos de amor. Pobres de avareza.
Milionários da bondade, miseráveis de egoísmo.
Pobres de espírito em meio a tantos Espíritos pobres.
Representam Jesus no mundo, conturbado por tantas dores e amarguras, lecionando paciência e confiança, bom ânimo e otimismo.
Nada possuem. São.
Coisa alguma detém. Meros usufrutuários do estritamente necessário.
Fazem da simplicidade seu estilo de viver. Tornam-se novos Franciscos de Assis na selva de pedra devoradora.
Já estivestes com eles. Não os vistes.
Convivem contigo todos os dias. Talvez não os tenha enxergado.
Estarão em tua estrada amanhã. Desacelera este teu ritmo insano de vida e ouve-os por um instante que seja.
Te pedirão um copo de água. Te ofertarão uma flor.
Falarão das estrelas, de onde certamente procedem. Comentarão a estesia do pássaro que canta na laranjeira, da garça que pousa na lagoa e da abelha que fabrica o mel.
Não exumarão teu passado. Dirão do futuro florido e risonho que a todos aguarda, após vencidas as refregas no solo da escola terrestre.
Escuta-os, por caridade a ti mesmo.
E se as lágrimas te nublarem os olhos, fecha-os para o mundo que te escravizou e viaja para teu interior, ali buscando resgatar o menino ou a menina contrariada que te tornaste.
Quando reabrires novamente os olhos, eles já partiram.
Anjos são assim. Chegam, consolam e em asas de luz rumam depressa ao encontro das dores do mundo, consolando vidas amargas e levantando os caídos da estrada.
*Vidas cheias de luz.*
*Vidas vazias.*
Em qual delas te encaixas?
Marta
Psicografia de Marcel Cadidé Mariano
Centro Espírita Caminho da Redenção
Mansão do Caminho
Instituição fundada por Divaldo Franco e Nilson a mais de 75 anos
Marcel também é trabalhador da Federação Espírita da Bahia a mais de 37 anos
Salvador, 17.12.2020

Leia ainda: Hoteleiros de Santa Catarina respiram aliviados com 100% de ocupação

Hoteleiros de Santa Catarina respiram aliviados com 100% de ocupação
turismoonline.net.br – O portal do turismo, hotelaria, gastronomia, cultura, destinos e viagens – Anuncie aqui: colunaonline@gmail.com

Siga este jornalista e fotógrafo no Instagran: @jeff_severino

No Youtube também!
Fotos: Divulgação / Jefferson Severino / Assessorias de Imprensa / Arquivos Pessoais
Fonte:  Assessoria de Imprensa

Leia mais:

Hoteleiros de Santa Catarina respiram aliviados com 100% de ocupação

ABIH-SC lança Encatho & Exprotel 2021 e a 3ª edição da revista

Voos internacionais estão, oficialmente, de volta ao Floripa Airport

15º Festival das Cataratas com ambiente seguro é case de sucesso

Preparem o cartão de embarque, começou o 15ª Festival das Cataratas

Alta temporada em Floripa marca retorno dos voos internacionais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *