Pessoas e opiniões são circunstâncias transitórias nas realidades legítimas da vida

Pessoas e opiniões são circunstâncias transitórias nas realidades legítimas da vida

Pessoas, Opiniões e Nós
Refletes, ensimesmado, com o espírito inquieto: “Nunca pensei que me acontecessem tais aflições!”
Lamentas, angustiado, conjecturando: “Esperava ingratidões, certamente, não, porém, de quem as sofri”.
Murmuras, cansado, com o coração em frangalhos: “Até quando manterão opiniões injustas e rigorosas contra mim?”
Consideras, ferido, pensando: “Como são impiedosas as pessoas que me combatem! Nem sequer procuram saber se agi como afirmam que agi”.
Evocas, de olhos úmidos, todos os lances dolorosos: “Mudaram de opinião, os meus amigos, com a mesma rapidez com que formularam opiniões anteriores…”
Lastimas, humilhado, monologando: “Expulso do afeto de tantas pessoas e seviciado pela opinião de quem tanto amei!”
Sofrido, recorda-os, acalentando pensamentos de união imediata, esquecido de que a enfermidade, para bater em retirada, exige tempo que faculte ao organismo afetado o refazimento e a readaptação.
E conservas o espinho que te atiraram como lâmina gravada nos tecidos sutis da alma, embora o aceites como necessário, fazendo-te purgar…
Sem o quereres, aspiras o ópio da ingratidão de quantos de amarguraram e te deixas sombrear pelas opiniões deles, como se fosse não o que és mas o que eles dizem.
* * *
Pessoas e opiniões são circunstâncias transitórias nas realidades legítimas da vida.
Aquelas de destaque, que te deixaram a margem, não perderam valor nem te diminuíram.
As opiniões delas, embora valiosas algumas vezes, noutras circunstâncias refletem estados emocionais passageiros, que o tempo afirmará ou alterará.
Nós, no entanto, somos o que vivemos intimamente diante da consciência.
Somos oportunidades em nós mesmos de fazer e refazer, prosseguindo resolutos e intimoratos no ideal que elegemos como meta essencial da existência.
Por isso, não nos podemos deter nas evocações negativas, coletando limitações, revidando golpes da inferioridade das pessoas e das suas opiniões.
Destinados a luz imperecível, guardamos a destinação sublime da vida real.
Estevão, o cristão inesquecível, perseguido por Saulo, a quem respeitava, não diminuiu o ardor da fé, embora as pedradas que lhe roubaram a vida física …
Paulo, logo mais, valoroso, não arrefeceu o devotamento nem a fidelidade a Jesus, apesar do abandono a que foi relegado pelo próprio pai… E das perseguições sem conta que enfrentou…
Francisco de Assis, o santo do amor, levado ao tribunal pelo genitor, envolveu-se na alegria e, desprezado por todos, saiu entoando seu hino de fraternidade excelsa…
Vicente de Paulo, rechaçado nos ideais de caridade a que entregava, redobrou esforços no ingente labor de ajudar, sem desconsolo…
Tommaso Campanella, mesmo preso por 27 anos, não abandonou as convicções que o conduziram ao cárcere…
Jan Huss, expulso do solo pátrio e perseguido sem piedade, manteve, até a morte, os ideais de fé esposados, embora queimado vivo…
Bernard Palissy encarcerado na Bastilha como huguenote não se arrependeu das bençãos com que o seu gênio enriquecera a sociedade…
Paracelso, sem amigos, entre as amarguras enumeráveis continuou as experiências com que enriqueceu a cultura hermética do seu tempo….
Apóstolos e mártires, heróis da fé e filósofos, cientistas e pensadores de alto jaez, beberam a taça de excrementos da impiedade das pessoas, sofrendo as opiniões deprimentes, fiéis, no entanto, a eles mesmos e aos ideais que os sustentavam.
* * *
Em relação ao Espiritismo e quantos lhe são fiéis, o fenômeno não é diverso.
A doutrina que atualiza a mensagem cristã, trazendo como roteiro de salvação a nobre conduta evangélica, não poderia ficar indene às deficiências dos homens. Na impossibilidade, porém, de adulterarem ou poluírem os seus ensinamentos, por ser Doutrina dos Espíritos, voltam-se contra nós, encarnados ou desencarnados, aliados às mentes com as quais sintonizam na Terra ou na erraticidade, utilizando os recursos de que dispõem.
Não te aflijas, não te deixes sofrer.
O espiritismo, que hoje te comanda o tesouro da Reencarnação, é puro e nobre como a luz – banha-te com a sua limpidez e claridade.
Foste convidado a função de “carta viva” – expressa em atos a mensagem que conduzes, esquecendo perseguições e desditas por imposição da própria tarefa.
Jesus, o Incomparável Modelo e Guia nosso, desconsiderando pessoas e opiniões do tempo em que esteve na Terra, ateve-se ao desempenho do sublime dever de amar e servir, convidando não apenas os que eram tidos como puros e nobres, de todos conhecidos pelo valor de que se encontravam investidos, mas principalmente aqueles que, em se arrependendo do Mal praticado, ao ingressarem nas fileiras da Boa Nova, promoveriam “alegria no Reino dos Céus” graças a condição anterior em que viviam, agora em salutar alteração das linhas superiores dos ensinos Dele.
Pessoas, Opiniões e Nós
Do livro: Dimensões da Verdade
Psicografia de Divaldo Pereira Franco

Leia ainda: Os reflexos racistas estão por toda a parte, em múltiplas faces

O turismo no Brasil em alta já acumula cinco meses de crescimento
turismoonline.net.br – O portal do turismo, hotelaria, gastronomia, cultura, destinos e viagens – Anuncie aqui: colunaonline@gmail.com

Siga este jornalista e fotógrafo no Instagran: @jeff_severino

No Youtube também!
Fotos: Divulgação / Jefferson Severino / Assessoria de Imprensa / Arquivos pessoais
Fonte:  Assessoria de Imprensa

Leia mais:

Atividades que envolvem setor de turismo e hotelaria inspiram respeito

Busca por reservas hoteleiras cresceram quase 50% nos últimos dois meses

Viaje com responsabilidade e redescubra o nosso Brasil

A retomada do turismo de eventos também é realidade no Brasil

Garra, determinação, otimismo e resiliência na 32ª edição do Festuris

Destinos brasileiros em alta para feriadões, final de ano e férias

Confira os melhores hotéis e destinos recomendados para a retomada

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *